sexta-feira, julho 28, 2006

Qual a definicao de emigrante no dicionario?

Buenos dias...

Cada vez mais me convenco que a definicao da palavra emigrante que vem no dicionario, nao abrange nem metade das coisas que a ela estao subjacentes. Senao, vejamos:

Quais as coisas que mais se ouve falar que ligam os emigras ao seu pais (falando de emigras tugas)?

Dou me a liberdade de dizer musica (seja ela Pimba ou outra qualquer, ficando a escolha ao criterio de cada um dos emigras leitores) e o futebol. Depois cada um tem os seus costumes, as coisas a que atribui mais importancia e das quais sente mais falta, sendo dificil de generalizar isso a todo o estado de espirito emigra.

Pois bem, depois de ja ter passado pela parte do futebol, em que nos juntamos todos e mais alguns para ver a Nossa Seleccao, estejamos onde estivermos, tive o segundo episodio e meio da realidade que e a musica.

No meu caso, nao foi musica Pimba, pois tambem nao vi muito disso por aqui. Limitei me a ver o concerto do Rodrigo Leao e, umas semanas mais tarde, da Dulce Pontes. Pois bem, provavelmente e talvez com um pouco de vergonha depois do que vi, admito que seriam concertos a que dificilmente iria em Portugal. Nao porque nao goste da musica, mas simplesmente porque sim. Ha sempre uma preguica em relacao a certas coisas e parece me que estas estao ai incluidas.

Pois estando fora, as coisas mudam e as vontades alteram se. Nao tendo grandes expectativas para com nenhum deles, dos 2 sai bastante bem impressionado. De certa forma, seria expectavel pois sao dois grandes representantes do que de bom se faz em Portugal. Mas tambem me agradou ver que existe ja um publico nao portugues que se da ao trabalho de ir assistir e ainda por cima de gostar dos concertos. Um deles com direito a visita da ministra da Cultura espanhola e tudo.

Se por um lado primaram pela simpatia, ambos fizeram questao de mostrar quao dificil se torna falar portuñol para alguem que nao seja portugues, e ser entendido.

Depois ainda deu para ver um concerto de Marcelo D2, representante brasileiro num festival da cidade, que deveria trazer Seu Jorge na bagagem, mas este deve ter sido extraviado na complicacao dos voos intercontinentais. A adesao ja nao foi a mesma. A comunidade brasileira apreciadora deste tipo de musica e muito menor e a espanhola ainda menos. Assim, foi nos oferecido um concerto do mais intimista que ha. So faltava sentarmo nos todos em roda a ouvi lo a cantar e a tocar classicos dele e da musica brasileira.

Apreciacoes finais aos concertos: brutais, muito bons, valeu a pena (com alma grande ou pequena).

Outro traço caracteristico dos emigras, sera a mezcla de palavras dos 2 idiomas (... Ops... mezcla nao, mistura). Pois esse tera que ser testado posteriormente, apos o regresso a terra de Camoes. Mas pela experiencia que ja tive, nao me parece tao dificil de acontecer...

Hasta luego, emigras ou nao...

5 Comments:

Blogger EU said...

Parabéns!!! Não pelo texto no blog, mas sim pelos 26 anos! Abraço

7:01 da tarde  
Blogger Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú said...

Rodrigo Leão é sempre uma excelente escolha!

2:59 da manhã  
Blogger João said...

Parabéns (atrasadíssimos).
Bom post! :)
Abraço

2:53 da tarde  
Blogger Daniel said...

Marcelo D2...onde?N sabia que tinha tado por ca!!
Cumps

8:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ola. vives em madrid?eu sou recem chegada e não conheco ninguem.. se me quiseres contactar para um dia nos encontrarmos o meu mail e ritamoldao@hotmail.com

6:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home